Saiba agora mesmo como funciona a contabilidade para e-commerce!

Muitos pensam ser possível ter um negócio ativo sem uma regularização fiscal, mas se sabe que um empreendimento, independentemente do porte ou nicho de mercado, tem mais chances de prosperar quando está em dia com a legislação. Por essa razão, a contabilidade para e-commerce é uma etapa tão importante.

O contato com um escritório de contabilidade especializado pode funcionar a partir de uma consultoria, na qual o empresário do e-commerce recebe as orientações para tomar decisões em relação às finanças e compromissos legais, por exemplo.

No decorrer deste post, vamos explicar como funciona a contabilidade para e-commerce. Conheça mais sobre o assunto para evitar prejuízos do seu negócio com a Receita Federal.

Como funciona a tributação de um e-commerce?

A tributação de uma loja virtual depende, como acontece com qualquer outra empresa, do seu enquadramento no regime tributário. Um escritório de contabilidade pode ajudar você, dono do negócio, a escolher o regime mais adequado e, assim, evitar o risco de pagar mais impostos do que deveria.

Basicamente, existem hoje quatro formas de regulamentar uma Pessoa Jurídica na Receita Federal

Lucro presumido

O Lucro Presumido está entre os regimes tributários com mais CNPJs cadastrados, principalmente por conta da sua fácil adaptação para pequenas e médias empresas.

As vendas da sua loja virtual podem gerar uma receita grande para se enquadrar nesse regime tributário. O limite é de R$ 78 milhões por ano. As alíquotas do Imposto de Renda e da CSLL são definidas pela Receita Federal.

Lucro real

O Lucro Real é o regime de tributação obrigatório para as empresas que faturam mais de R$ 78 milhões por ano. Essa também pode ser a opção ideal para empresas com o faturamento inferior a esse limite, mas é preciso ter uma avaliação consistente acerca do caso, de preferência feita por um contador profissional.

Microempreendedor Individual (MEI)

O MEI é o regime tributário muito comum entre trabalhadores autônomos e donos de pequenas/médias lojas virtuais. Por outro lado, como qualquer outro regime, esse também apresenta normas e restrições para efetivar o enquadramento:

  • faturamento de até R$ 81 mil por ano, proporcional aos meses trabalhados;
  • não ser administrador, sócio ou titular de qualquer outra empresa;
  • manter, no máximo, um funcionário contratado;
  • estar enquadrado em uma das atividades profissionais permitidas no MEI.

Nem sempre é fácil fazer o cálculo do faturamento anual de uma empresa, principalmente quando ela já está ativa há um certo período. Por isso, a contabilidade para e-commerce pode ser extremamente útil para chegar ao valor correto e evitar qualquer prejuízo com o enquadramento no regime tributário.

Vale frisar uma vantagem de se tornar MEI que é a praticidade para fazer o cadastro. Você só precisa acessar o Portal do Empreendedor, uma página oficial do Governo Federal para o regime MEI, e seguir os direcionamentos para obter o CNPJ. Em seguida, basta finalizar a regularização na prefeitura do município.

Simples Nacional

O Simples Nacional é o tipo de tributação voltado para as empresas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões. O cálculo do imposto é feito de acordo com a atividade, porte da empresa e do seu faturamento nos últimos 12 meses.

A tributação usa uma alíquota que reúne todos os impostos em uma única taxa. São incluídos os impostos federais (IRPJ, COFINS, IPI, CSLL e PIS), além do INSS, ICMS e ISS.

Como regularizar um e-commerce?

O primeiro passo para regularizar um e-commerce, antes mesmo de escolher o regime tributário mais adequado, é obter a numeração do CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) na junta comercial do seu município. Já nesse momento é recomendável contar com a ajuda de um escritório de contabilidade para organizar a documentação e acompanhar todo o processo.

Embora seja possível cadastrar meios de pagamento e realizar vendas apenas com o CPF, obter o CNPJ garante vários benefícios para o novo negócio, como a possibilidade de emitir notas fiscais e ter financiamentos com taxas de juros menos agressivas.

Com a emissão de notas fiscais, o e-commerce ganha pontos com o consumidor no requisito credibilidade, além de permitir que ele faça trocas em caso de insatisfação ou defeito do produto comprado.

Como a contabilidade atua com as lojas virtuais?

Um escritório de contabilidade, além de acompanhar o e-commerce em todo o processo de criação do CNPJ e escolha do regime tributário, pode ajudar o negócio em vários aspectos no que diz respeito ao planejamento tributário.

Sem isso, há o sério risco de a empresa arcar com pagamentos de impostos a mais e perda de prazos. A legislação brasileira sobre tributação pode ser complexa para quem não é familiarizado com a área, e deixar para a última hora ou cometer erros pode gerar penalidades e multas diante da Receita Federal.

Desse modo, para evitar problemas dessa natureza, veja como um escritório de contabilidade atua junto com lojas virtuais.

Acompanhamento da saúde financeira

O controle financeiro da empresa pode ser feito em planilhas simples, mas pode ficar difícil manter essa organização de acordo com o crescimento. Por isso, é interessante contar com a ajuda de um escritório de contabilidade para manter registradas todas as atividades financeiras, como despesas fixas e variáveis, faturamento, NF’s, compras etc.

Além disso, vale ressaltar a importância de que tudo fique registrado em um sistema de registro e gerenciado por quem entende do assunto. Assim, é possível manter a organização.

Planejamento dos tributos

Ter ideia das datas para fazer o pagamento de cada um dos tributos é algo crucial. Com a ajuda de um escritório de contabilidade, é possível manter uma boa organização, separar todos os documentos, fornecer os dados corretos e ter todas as guias necessárias para fazer os pagamentos dentro dos prazos.

Como escolher uma empresa de confiança?

O ideal é buscar por empresas de referências que ofereçam serviço contábil no mercado nacional. Considere também o tempo de mercado e se os profissionais da empresa já trabalham junto com outras lojas virtuais.

A contabilidade para e-commerce, como visto, é uma parte fundamental para o andamento saudável de um empreendimento. Então, não deixe de lado essa questão e mantenha seu negócio seguro do ponto de vista fiscal, financeiro e tributário.

Agora que você já sabe a importância da contabilidade para e-commerce, aproveite para conferir tudo sobre como escolher um bom escritório de contabilidade.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Preencha o formulário e um dos nossos especialistas entrarão em contato com você.

*preenchimento obrigatório

Preeencha o formulário para receber o nosso e-book.

Baixe o e-book clicando no botão abaixo.