Como transformar a sua empresa em um sistema de franquia?

sistema de franquia

Entenda como transformar a sua empresa em um sistema de franquia

Transformar a sua empresa em um sistema de franquia é mais complexo do que parece. Além da unificação de todos os processos internos e da criação de um padrão único para a marca, é preciso estar adequado a legislação e atento a todas as outras particularidades contábeis que esse tipo de negócio demanda.

Apesar disso, é certo de que esse modelo funciona e é muito bem-sucedido em inúmeros países do mundo. Cabe ao empreendedor analisar o momento da sua empresa e em seguida começar a dar os passos que garantem a segurança do seu negócio e a expansão da sua companhia.

Nesta postagem, falaremos mais sobre algumas das principais áreas que você deve se atentar ao longo do processo da transformação da sua empresa para o sistema de franchising. Gostou da ideia? Continue sua leitura até o final!

O que é um sistema de franquia?

Um sistema de franquia nada mais é do que a concessão dos direitos de uso de uma marca (ou empresa), além do fornecimento de todo know-how para gestão do serviço ou produto, na grande maioria das vezes, há também o fornecimento dos produtos, equipamentos para a entrega dos serviços entre outras facilidades para que o empresário consiga executar a atividade pretendida com a menor preocupação possível com a operação. A ideia é fazer com que outras pessoas consigam abrir um negócio idêntico ao seu, ao custo de divisão de lucros e de outras particularidades que devem ser previamente acordadas em um contrato.

Uma franquia já tem seus processos internos e produtos totalmente padronizados. A marca, linguagem e todos à parte de branding também costuma estar plenamente desenvolvida e, no fim, o interessado consegue “replicar” esse estabelecimento em um local do seu interesse.

A relação entre franqueado e “franqueador” deve ser devidamente construída para que ambas as partes consigam sucesso, expansão e a exploração do mercado esperada com essa modalidade de negócio. O processo para esse tipo de negócio é razoavelmente grande e conta com inúmeros passos diferentes que vão desde a análise da companhia até a resolução da burocracia envolvida.

Quais são os passos para chegar nesse objetivo?

Para conseguir franquear seu negócio, é preciso estar atento em inúmeros pontos diferentes. Abaixo, falaremos sobre alguns dos passos primordiais para a conquista desse objetivo. Note que é recomendável auxílio de uma equipe profissional para que esse processo ocorra da maneira correta e mais descomplicada possível.

Análise do seu negócio

O primeiro passo para se tornar uma franquia é a análise do negócio. A princípio, seu empreendimento deve ser replicável e, além disso, deve ter uma demanda crescente e uma reputação razoável na sua região. Todos esses itens auxiliam na expansão e até mesmo na viabilidade no processo de franchising, que tem um custo relativamente grande. Por isso, é importante ter um planejamento financeiro antes de realmente iniciar essa jornada.

Estruture um planejamento financeiro

Toda a documentação para transformar sua empresa em um sistema de franquia requer um investimento. Além disso, a padronização da sua marca, com treinamentos, equipamentos e todos os demais itens que ajudam a compor sua loja também não são baratos.

Normalmente, uma pessoa que deseja se franquear quer ter a matriz como uma espécie de caminho único, em que ela se torna fornecedor e o facilitador de toda a abertura do negócio. E, para conseguir atingir essa marca, é preciso ter certo tamanho e certo capital.

Por isso, estruture um bom planejamento financeiro e comece a estabelecer boas relações no seu mercado. Esses passos iniciais são determinantes para criação da sua franquia.

Defina todos os manuais e treinamentos do seu negócio

O ponto chave de uma franquia é a padronização dos produtos ou serviços oferecidos. As lojas e estabelecimentos também devem ter um layout único, assim como modo de atendimento. Portanto, antes de começar, é preciso que todos os processos internos estejam bem estabelecidos e funcionando.

A criação de um manual e de um treinamento eficaz também é importante. Por isso, procure agilizar essa etapa e sempre conte com ajuda especializada antes de realmente prosseguir com essa criação.

Saiba que, além de replicável, seu negócio deve ter bons parâmetros, práticas e métodos para se sustentar em outros locais. A análise e aprimoramento desses processos é importante e também deve fazer parte dos seus cuidados.

Crie uma COF e altere o contrato social da sua empresa

Com o negócio devidamente padronizado e com o capital disponível, é o momento de resolver toda a parte burocrática. Dentre os mais variados passos que você deve fazer, a criação de uma Circular de Oferta de Franquia (COF) e a alteração do contrato social da sua empresa são alguns dos mais importantes e emblemáticos.

A COF é um documento que deve ser construído com um advogado especialista no ramo de franchising. Nessa circular, estão presentes todas as particularidades do seu negócio incluindo o modelo de franquia proposto por você.

Além da circular, você deve alterar seu contrato social e todos os estatutos da sua organização. Note que todos os sócios devem estar cientes e também devem aprovar essas alterações que dependem de aprovação unânime.

Como funciona a contabilidade de uma franquia?

Além de todas essas particularidades, é preciso que você saiba que a contabilidade de uma franquia é diferente de uma companhia “normal”. Existem vários outros impostos envolvidos na operação, além do pagamento de royalties, direitos de imagem, atualizações monetárias regulares com o valor da franquia dentre uma série de outras particularidades que devem estar presentes no contrato do seu sistema de franchising.

Para que você não cometa nenhum erro nessa área, é preciso estar em conjunto de uma boa consultoria contábil. A complexidade dessas operações exigem grande experiência no ramo e o deslize em algumas áreas e pagamentos pode provocar sanções de ordem fiscal e legal.

Portanto, leve em conta todas essas diferenças no momento de transformar a sua empresa em um sistema de franquia. Apesar dos ganhos, cada um desses itens devem ser levados em consideração por conta dos custos e de todo trabalho envolvido. Estando atento com cada um desses pontos, é possível passar pela transformação sem grandes surpresas. Desejamos sucesso e boa sorte na sua nova empreitada.

Gostou do post? Curta nossa página no Facebook!

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Preencha o formulário e um dos nossos especialistas entrarão em contato com você.

*preenchimento obrigatório

Preeencha o formulário para receber o nosso e-book.

Baixe o e-book clicando no botão abaixo.